Publicidade

Digo Sim

Por Chico Felitti

Perfil Chico Felitti faz crônicas de amores que acabaram no altar e  noticia o mercado de casamento

Perfil completo

Thaeme vai se casar no México (e não é com Thiago)

Por chicofelitti
04/11/14 20:27

Thaeme, da dupla Thaeme e Thiago, anuncia casamento
Thaeme posa com o noivo, Fábio Elias, em ensaio pré-nupcial (Foto Paulo Quinália/Divulgação)

A cantora Thaeme Mariôto, 29, que em 2013 se separou do parceiro musical Thiago (pseudônimo de José Lazaro Servo) está pronta para firmar uma nova dupla. Mas não nos palcos: a cantora se casa em janeiro de 2015 com o empresário Fábio Elias.

O casamento será numa praia do México, em uma cerimônia para uma centena de pessoas.

O Digo Sim apurou que convites já chegaram à casa de Ratinho, Eliana, Bruno e Marrone.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Justin e Whitney: até que a morte... invada seu casamento

Por chicofelitti
31/10/14 19:17

Noiva cadáver

O corpo é levado do casamento (foto Kyle Green/Associated Press)

Uma historinha nupcial de Halloween: Justin e Whitney Alderson acabavam de dizer “sim” na cidade americana de Boise no último sábado (25), quando um convidado não esperado despontou no gramado onde celebravam.

Era o corpo de um homem não identificado que se afogara no lago do parque onde acontecia a união. O casal afirmou à agência Associated Press que foi um dos seus convidados que achou o corpo na água, mas não falou nada para não atrapalhar a felicidade geral.

“Foi bem esquisito, mas a polícia foi discreta e prestativa”,  disse Justin. “Vamos ter mais uma lembrança do casamento”, acrescentou Whitney.

4 irmãos que se casaram com 4 irmãs ganham festa do SBT

Por chicofelitti
29/10/14 17:49

 

4noivos4irmãsIdelsom e Claudia, Ivonaldo e Fatima, Ivonildo e Vilmena e Ana Silvana Cruz e Ivanilton Cruz (Foto Divulgação)

Quinze anos após se casar, o clã Cruz finalmente teve uma celebração de verdade.

O Digo Sim mostrou há um mês a história das quatro irmãs vindas de Minas Gerais que se casaram com quatro irmãos vindos da Bahia.

A grande família completou em 2014 bodas de cristal. Ou seja, 15 anos casados e morando todos na mesma rua, em Itapecerica da Serra, na grande São Paulo. Mas faltava ainda a cerimônia para sacramentar as uniões.

“Quando a gente se casou, o Eli Correa falou no programa de rádio dele e o bairro inteiro invadiu a festa. Nem conseguimos aproveitar nada”, diz Claudia Cruz, uma das irmãs. A festa não deixou boas lembranças para eles, que planejavam fazer um novo casamento assim que possível.

Após o blog publicar a história, a produção do SBT entrou em contato com a família Cruz e ofereceu um casamento num castelo. A celebração rendeu meia hora de material para o “Domingo Legal”, que incluiu Celso Portiolli de padrinho, vestindo um smoking.

“Ficamos muito felizes. E muito casados”, diz a irmã Fátima. Felicidade aos oito noivos.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Michel Teló e Thais Fersoza não puderam se casar na igreja

Por chicofelitti
15/10/14 17:50

A felicidade de Michel Teló e de Thais Fersoza, que se casaram no apartamento do cantor na terça (14), só teria sido maior se a celebração pudesse ter sido feita em uma igreja, dizem amigos do casal.

Mas tanto Teló quanto Fersoza já haviam sido casados antes, o que é um impedimento para uma segunda cerimônia religiosa. A maioria das igrejas na cidade que não celebram a segunda união -a não ser que a primeira união seja considerada inválida e anulada.

Fersoza afirmou à Folha em 2011 que abrira um processo no Vaticano para tornar seu primeiro casamento inválido, já que o então marido, Joaquim Lopes, havia tido uma relação extraconjulgal. A atriz não voltou ao assunto depois disso.

Teló nunca afirmou ter tentado transformar seu divórcio de Ana Carolina Lago em um casamento anulado. Os recém-casados não foram encontrados para comentar.

TeloMichel Teló e Thais Fersoza se casam na terça (14) (Foto Divulgação)

“A regra é: casais divorciados continuam não podendo se casar na Igreja Católica, porque sua interpretação é que o casamento é para sempre. Tampouco podem receber outros sacramentos, como a Eucaristia”, explica o teólogo Wladimir Oni. Quatro dos padres mais conhecidos da cidade declinaram do convite para falar sobre o tema com o Digo Sim.

Mas o papa Francisco sinalizou em fevereiro que uma maior abertura pode estar por vir: “Quando o amor fracassa, e fracassa muitas vezes, devemos sentir a dor desse fracasso, acompanhar a pessoa que tenha sentido o fracasso de seu amor. Não devemos condená-los! É preciso caminhar com eles!”, disse Sua Santidade em missa realizada no Vaticano.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Chiquinho Scarpa diz que marcou casamento 'de brincadeira'

Por chicofelitti
08/10/14 21:00

No último 13 de junho, quando completou 63 anos, Chiquinho Scarpa deu de presente aos amigos um choque: ajoelhou-se no chão do restaurante e pediu a mão da namorada, Marlene Nicolau, em casamento.

Com data da festa inclusive: a união seria celebrada em 6 deste dezembro na sua mansão, no Jardim Europa, em São Paulo.

CondeChiquinho e a namorada, Marlene, em maio (Bruno Poletti/Folhapress)

A mulher rica Narcisa Tamborindeguy, o cirurgião Ivo Pitanguy, que acompanhavam a comemoração, no Rio, desejaram felicidades para o casamento –o terceiro do conde.

Revistas sociais noticiaram o fato. Mas não vai ser desta vez: “Era brincadeira apenas. Ainda não temos nada marcado”, diz Scarpa ao blog.

O casamento em si não é blefe, “vai acontecer”, só não será neste ano.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Marido usa mil fotos para lembrar a mulher doente que são casados

Por chicofelitti
06/10/14 14:37

MemoriaO quarto de hospital, com mil fotos do casamento na parede (Foto Reprodução)

Um mês depois de se casarem, os americanos Raleigh Hall e Tunicia Hall já passaram pelo primeiro teste de estarem unidos na saúde e na doença.

Tunicia, a noiva, teve uma hemorragia cerebral causada por uma síndrome rara que a colocou entre a vida e a morte.

Ela sobreviveu, mas suas memórias não. A noiva se esqueceu de que tinha casado em junho.

Ela olhou para seu marido, que conhecera ainda criança, 30 anos atrás, e perguntou: “A gente é casado?”, reporta o canal NBC 4.

“Eu achava que a tivesse perdido”, disse Raleigh.

Memoria2No dia da alta, exatamente três meses após o casamento (Foto Reprodução)

Em vez de esperar pelos tratamentos médicos tentarem trazer o passado de volta, ele começou uma terapia própria: colou mais de mil fotos do casal nas paredes do quarto de hospital da mulher.

“As fotos começaram a trazer à tona perguntas, como ‘Quando a gente se casou’? E acho que ela viu alguma coisa nas fotos, chamada esperança”, disse o noivo.

“As fotos eram bonitas, boas de se olhar”, disse Tunicia.

Depois de algumas semanas, as memórias foram voltando aos poucos. Ele chorou quando ela o chamou de “meu homem” de novo.

Na semana passada, Tunicia recebeu alta para ir para casa com o homem que sabia ser seu marido.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Vítimas de calote de bufê poderão se casar no mesmo espaço por R$ 5.000

Por chicofelitti
01/10/14 19:07

Boa notícia para os mais de 40 casais que estavam com casamento marcado no bufê Gula Gourmet, que fechou suas portas na semana passada sem prévio aviso: será possível fazer cerimônia e festa no mesmo endereço do Jardim Paulista, pagando menos de um quarto do preço cheio do lugar.

“A associação [das Famílias Para a Unificação e Paz Mundial, dona do espaço] decidiu que vai guardar as datas que já estavam marcadas até o fim do ano. E, como seria desumano cobrar a tabela [noivos pagavam entre R$ 18 mil e R$ 30 mil para fazer uma festa no espaço da rua Lisboa], vamos cobrar uma taxa de manutenção de R$ 5.000″, diz ao Digo Sim o reverendo Nivaldo, que alugava o imóvel para o bufê fugidio.

foto (3)Casamento no Espaço Lisboa no sábado (27), dois dias após o fechamento do Gula Gourmet (Foto Chico Felitti/Folhapress)

 O dinheiro pago ao Gula Gourmet não será ressarcido. “O bufê partiu com mais de R$ 600 mil de aluguéis em dívidas. Eu também fui vítima nessa história.” Casais que estejam dispostos a manter a data e o local, pagando a taxa, devem entrar em contato com Nivaldo pelo telefone (11) 3060-3610.

No último sábado (27), um casal já celebrou sua união ali. Os noivos, que pedem para não serem identificados, tiveram pouco mais de 48 horas para arranjar novos fornecedores de decoração, comida, som e outros serviços que estavam incluidos no contrato com a firma que sumiu.

ERNESTO RODRIGUESImóvel onde funcionava o bufê que fechou sem avisar e deixou mais de 40 casais na mão ( Foto Ernesto Rodrigues/Folhapress)

Mas a solução não contempla todos os clientes. O analista de inteligência Brunno Callijurio Magnavita, 30, por exemplo, havia pago por uma data em outubro de 2015.

“A maioria dos noivos acha que o dono do lugar vai voltar. Eu não conto com isso. Vou entrar na Justiça e trabalhar para fazer outro casamento, a partir do zero.”

Outros casais planejam se unir a Brunno na luta judicial pelo dinheiro. “Além do boletim de ocorrência, entraremos na Justiça”, diz a assessora de casamento Silvia Póvoa, que organizava alguns casamentos no lugar.

Os donos do Gula Gourmet não foram encontrados para comentar.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

 

Marcos Vinícius e Christiane: Deu Match

Por chicofelitti
25/09/14 13:46

Deu “match” entre Marcos Vinícius Vaz de Sousa e Christiane Rocha. Mesmo: o engenheiro civil de 30 anos e a engenheira química de 33 levam ao altar um relacionamento que nasceu através do Tinder, aplicativo de paquera para celulares.

Era uma noite de domingo do último abril na cidade mineira de Formiga quando se deu um diálogo mais ou menos assim (as frases exatas não existem mais, já que os dois apagaram o aplicativo)


Christiane
“Você é solteiro?”

Marcos Vinícius
“Sou, por quê?”

 Christiane
“Porque eu quero solteiríssimo. Rolo não é comigo”

 Marcos Vinícius
“Kkkkk. E tem lugar para sair aqui?”

 Christiane
“Não, nada.”

Marcos Vinícius
“Nem um restaurante?”

 Christiane
“Restaurante tem.”

Marcos Vinícius
“Vamos lá?”

Christiane1Marcos e Christiane, que ainda não sabem onde vão morar depois do casamento (Foto Divulgação)

A conversa de verdade foi bem mais longa do que essa. “Durou a noite toda”, conta ela, que mora na cidade mineira. Já ele, que passava uma temporada de trabalho em Salvador, na Bahia, chegara naquele dia à casa da família em Nova Serrana, a 120 km de distância de Christiane. O programa mostrou então as fotos de um ao outro. “Ele me chamou a atenção”, relembra ela. Não pelos motivos certos: “o Marcos estava usando uma camisa do Atlético e eu odeio o Atlético”. Mas o despeito tinha já um pouquinho de admiração. “O sorriso dele era muito expressivo.” Deu “like”.

Ele também jogou o perfil dela para o lado direito, como se faz quando alguém agrada no Tinder, ainda que as opções fossem fartas. “Cidade nova, aparecem mulheres novas. Eu tava procurando o que viesse. Se você foca muito em namoro, você vai conhecendo e pode se frustrar.”

Depois da conversa do domingo, os dois saíram na noite de quarta. Antes do fim de semana, Marcos Vinícius era apresentado à família Rocha. No domingo, era a vez dela estar num almoço de família dele.  “Na segunda, ele foi embora para Salvador.” Um mês depois de se conhecerem, e quase imediatamente começar a namorar, ele foi transferido para Jundiaí, no interior de São Paulo. Daí para frente, ele passou a percorrer os 430 km entre as duas cidades todos os fins de semana.

 

Christiane3O casal, um dos primeiros formados pelo Tinder a chegar ao altar (Foto Divulgação)

O relacionamento ficou sério a ponto de, em maio, tomarem a decisão conjunta de que iriam noivar.

Mas que história contariam aos filhos, quando eles perguntassem como se conheceram? Ela assumiu que o primeiro contato foi no aplicativo: “Na época, quando contávamos onde nos conhecemos várias pessoas disseram ser loucura, mas hoje ficam surpresas e contentes”.

Ele acha que a conversa online foi um fator determinante no sucesso. “Se eu tivesse conhecido ela na balada, acho que não teria dado certo. Teríamos batido menos papo.”

O noivado ainda está marcado para 12 de outubro, quando as duas famílias estarão na cidade. Marcos e Christiane se casam em janeiro de 2015 em Minas Gerais. Felicidade aos noivos.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Argentina descobre amante no obituário do marido

Por chicofelitti
22/09/14 21:17

A morte do argentino Guillermo del Castillo, no dia 5 de setembro, foi muito sentida. Tanto sua mulher quanto sua amante publicaram uma despedida na seção obituária de um pequeno jornal de Tucumán, na Argentina.

ObituarioA homenagem feita no jornal pela esposa, Graciela, sobre a da amante, Susana (Foto Reprodução)

Enquanto a mulher adotou um tom formal para a despedida em papel jornal, a amante chamou o falecido pelo que aparentava ser seu apelido carinhoso, “meu gordinho querido” no anúncio, impresso no jornal La Gaceta.

A foto viralizou nas redes sociais argentinas, e a amante chegou a dar entrevista. A família do falecido preferiu não se manifestar.

4 irmãs completam 15 anos casadas com 4 irmãos

Por chicofelitti
20/09/14 13:13

 

Irmãos3Três dos quatro casais que se formaram de duas famílias (Foto Luisa Dörr/Folhapress)

O assunto casamento é familiar para o clã Cruz. Primeiro porque eles já foram entrevistados para um sem número de matérias desde que se casaram, 15 anos atrás. Segundo porque carregam o sobrenome quatro irmãs vindas de Minas Gerais que se casaram com quatro irmãos vindos da Bahia.

Os quatro irmãos e as quatro irmãs continuam sendo uma família.

Completam neste mês bodas de cristal. Ou seja, 15 anos casados e morando todos na mesma rua, em Itapecerica da Serra, na grande São Paulo.

Idelsom e Claudia, ambos com 47 anos, foram os primeiros a namorar. “A gente se conheceu numa festa em São Paulo”. Ela já estava comprometida com outro, então não deu muita trela de início.

 

Irmãos4O dia do casório, invadido por vizinhos que ouviram a notícia no rádio (Foto Reprodução)

Mas a resiliência é uma característica típica dos homens Cruz. “Eu fui atrás até conseguir”, conta ele.

Depois de conquistar a primeira irmã, Idelsom começou a levar o irmão Ivanilton, com quem trabalhava numa oficina, às festas da família dela, que já estava toda em Itapecerica da Serra.

Foi num dos eventos que Ana Silvana Cruz, 39, e Ivanilton Cruz, 40, começaram a se dar bem. “E ficamos juntos. Parecia piada, mas não era”, conta ela.

O penúltimo casal Ivonaldo Cruz, 38, e Fátima Cruz, 34, se formou por escrito. Ele era noivo de outra, mas confessava ao seu diário que estava apaixonado é pela irmã das suas cunhadas. Um dia, ela achou o diário e revelou a paixão recíproca.

Irmãos1Os quatro irmãos baianos, de Candeias (Foto Reprodução)

O último casal a se formar, na prática, foi o de Vilmena  Cruz, 36, e Ivonildo Cruz, 37. Porque na teoria ele já existia. As irmãs tinham mostrado a Vilmena uma foto do último irmão, que ainda estava na Bahia, e ela caíra de amores. “Eu dormia com a foto dele debaixo do travesseiro.” Chorou nas duas vezes que falaram por telefone, antes de ele aportar em São Paulo.

E como é a relação das quatro noras com a sogra, Maria da Glória Aragão da Luz? “Ela é uma pessoa muito importante para a gente, especial”, diz Fátima.

IrmãosAs quatro irmãs mineiras, de Francisco Badaró (Foto Reprodução)

Meses depois de o último dos quatro pares de irmãos de unirem e no aniversário de 11 anos de namoro do primeiro casal, em 1999, todos diziam sim numa igreja católica em Itapecerica da Serra, onde o clã mora até hoje. Acontece que o casório virou notícia. “O Eli Correa falou no programa de rádio dele e o bairro inteiro invadiu a festa. Nem conseguimos aproveitar nada”, diz Claudia.

Desde então, a vida foi pacata. A maioria deles fez faculdade, alguns abriram negócios próprios e todos seguem a morar na mesma rua, mas agora com seis crianças que nasceram dos casamentos.

Irmãos5Claudia, Fátima, Ana Silvana e Vilmena: 15 anos depois (Foto Luisa Dörr/Folhapress)

Mas 2014 é o ano de recuperar a festa que eles nunca puderam ter. Querem  comemorar os 15 anos de casado, as bodas de cristal.
“Vamos só esperar minha mãe, que está com problemas de saúde, melhorar. Mas queremos uma festona”, diz Fátima. “Você acha que conseguimos patrocínio?”

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

Irmãos6Fátima e Ivonaldo, Idelsom e Claudia e Ivanilton e Ana Silvana, que moram na mesma rua (Foto Luisa Dörr/Folhapress)

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Folha Shop