Publicidade

Digo Sim

Por Chico Felitti

Perfil Chico Felitti faz crônicas de amores que acabaram no altar e  noticia o mercado de casamento

Perfil completo

Após 70 anos de namoro, Maria, 90, e Davi, 103, se casam

Por chicofelitti
27/01/15 14:11

O cartório de Tatuí, onde casamentos são celebrados só às sextas e aos sábados, abriu uma exceção e registrou uma união na segunda (26): os aposentados Damaso Bitencourt, 103, e Maria Poutrole, 90, foram declarados ali marido e mulher, após um namoro de sete décadas.

O evento transformou os noivos em sensação da cidade do interior, a cerca de 130 km de São Paulo. A TV Tem, afiliada local da Globo, acompanhou a assinatura da certidão e reportou que os noivos chegaram no horário e estavam ansiosos. Tentou entrevistar Damaso, mais conhecido pelo apelido “seu Davi”, mas enfrentou percalços, porque resta ao noivo pouco de sua audição.

“É o registro mais antigo que temos aqui em Tatuí”, diz o oficial de registro civil Fernando Sueji Muta, responsável pelo cartório, na manhã de terça. “É a primeira vez que a imprensa está procurando a gente.”

Screen Shot 2015-01-27 at 11.09.01

Damaso Bitencourt, 103, e Maria Poutrole, 90: marido e mulher (Foto Reprodução da TV Tem)

A paz que reinava na casa dos Bitencourt também foi quebrada. “Tem muita gente ligando, as rádios da região vieram todas ontem tentar falar com a dona Maria, mas ela não quer”, conta ao Digo Sim a aposentada Ana Alice de Almeida Soares, 73, que vive com o casal.

Segundo ela, a ida ao cartório foi “uma formalidade” para agradar à família. “Ela diz que o sonho do filho dela, de 58 anos, era que ela se casasse para não ser filho de mãe solteira. Todos nós fomos vestidos do mesmo jeito que estávamos em casa.”

Ainda que essa formalidade tenha dado algum trabalho. “O seu Davi já tinha sido casado e era viúvo, precisava apresentar a primeira certidão de casamento, mas não lembrava onde tinha se casado anteriormente, só sabia que era na região de Curitiba. Demorou dois anos para juntarmos a documentação”, diz a madrinha.

A lua de mel seria um almoço num restaurante, mas Maria protestou: “O Davi não consegue comer perto de gente, porque eu tenho que cortar o bife dele”. Tocaram então para casa, onde se refugiam do assédio da imprensa. “A Record se ofereceu para dar aos noivos um casamento na igreja, mas a gente não sabe se vai querer. Os recém-casados só querem sossego”, diz Ana Alice.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

58

Estilista que vestiu Dilma na posse é especialista em noivas

Por chicofelitti
02/01/15 15:14

Para tomar posse como presidente do Brasil pela segunda vez em 1º de janeiro, Dilma Rousseff dispensou a tradicional roupa vermelha e optou por uma combinação de blusa com saia que comentaristas televisivos ora diziam ser rosa-chá e ora “off-white” (ainda não se chegou a um consenso quanto à cor).

A mudança da cartela de cor foi designada a alguém que entende de tons claros: Juliana Pereira, a estilista sediada em Porto Alegre que fez o conjunto usado pela presidente, é especializada em noivas, ainda que seja um nome forte no mercado de debutantes.

DilmaA presidente e a roupa escolhida para a posse (Foto Leo Correa/Associated Press)

Fernanda faz roupas desde 2001, quando começou a trabalhar com a mãe, também estilista. Hoje em dia, tem loja própria no bairro Moinhos de Vento, um dos mais ricos da capital gaúcha.

“Ela é a predileta da nova geração. De gurias que têm dinheiro e bom gosto, que buscam um look jovial”, afirma a stylist gaúcha Mara Ullani. “A Dilma ter escolhido ela é um pouco surpreendente, mas acho bem positivo, sinal de que quer ficar moderna.”

Além da cor pastel, a renda usada no figurino da presidente também figura entre os materiais prediletos da estilista para vestidos nupciais.

Em abril de 2013, ela foi encarregada de vestir de renda uma socialite gaúcha que realizaria dois casamentos: um à beira do rio Guaíba, em Porto Alegre, e outro num castelo de 500 anos de idade na Alemanha, de onde era o noivo.

Procurada, a estilista não respondeu a pedidos de entrevista. O ateliê de Juliana está em recesso para as festas e deve voltar a funcionar na segunda (5).

2

Reggae e canção de Thiaguinho foram as músicas mais pedidas para entrar na igreja em 2014

Por chicofelitti
30/12/14 15:09

O reggae e o pagode ameaçaram a música clássica em 2014.

Pelo menos no altar: as músicas mais pedidas para a entrada da noiva foram uma melodia melosa de Thiaguinho e um rock-reggae americano, perdendo apenas para a incontornável “Marcha Nupcial”, de acordo com 15 profissionais que musicam uniões.

Cada DJ ou condutor de coral ouvido pelo Digo Sim mencionou as duas músicas que mais tocaram durante o ano que acaba. O clássico de Felix Mendelssohn, composto em 1842, foi unanimidade.

Mas do segundo colocado em diante figuraram canções mais contemporâneos que a clássica marcha. Bem mais recentes: o segundo, terceiro e quarto colocados estouraram nos últimos 12 meses.

A parada Digo Sim de sucessos da igreja 2014

1 – “Marcha Nupcial”, de Felix Mendelssohn (15 menções)

2 – “Sem Você A Vida É Tão Sem Graça”, de Thiaguinho (6 menções)

3 – “Rude! [Marry That Girl]”, da banda Magic! (5 menções)

4 – “Pra Sonhar”, de Marcelo Jeneci (3 menções)

5 – “Eu Te Amo, Eu Te Amo”, de Roberto Carlos (1 menção)

REGGAE PARA O CAMPO

RudeA banda Magic!, que conquistou a terceira posição com uma música sobre casamento (Foto Divulgação)

Música que apresentou a banda Magic! para o grande público, “Rude” fala exatamente sobre… casamento. É a história de um pretendente que pede a mão da namorada para sua família diversas vezes, só ouve “não” e foge para casar com a moça. “É uma pegada gostosa, na maior parte das vezes em ritmo de reggae, para casamentos na praia ou no campo, mais despojados”, diz o condutor da big band Aliança e Metais, Érico Humberto.

Para o DJ Beto KK, de Salvador, a preferência pela campeã pode ser explicada em uma frase: “Ela tocou na televisão, em programas como ‘The Voice’ até não poder mais”.

ROMÂNTICOS: VELHOS E NOVOS

ThiaguinhoThiaguinho, que ficou em segundo lugar (Foto Adriano Vizoni/Folhapress)

A presença de Thiaguinho no pódio não surpreendeu quem vive de fazer música para casamento.

“Essa música é muito romântica, por mais que não esteja entre as mais conhecida dele”, diz a DJ Rafaella Ene, de SP.

“Não tem jeito, é mais fácil os noivos escolherem como ‘sua’ uma música que toca muito no rádio, que já faz parte do seu dia a dia”, analisa Julia Albetti, de Campo Grande.

A condutora de coral Ana Cláudia Alja acha que as músicas saíram bem neste ano porque se encaixam no que a maioria dos casais procura. “São arquétipos parecidos de canção romântica, com arranjo simples e memorável. É por isso que também pedem Roberto Carlos, e nunca vão deixar de pedir. Porque é romântico.”

_______________________________________________________

O blog agradece e deseja um feliz Ano-Novo a quem votou para o ranking:

Mauro Idiani (coral Voz da Paz), Liliane Schiblitz (coral Casamento & Cia), Renato Adani (Amor em Sol Maior coral), Gláucia Gandig (Coral de Vozes de Vitória) e Ana Cláudia Alja (coral Tom Sobre Tom).

Érico Humberto, condutor da big band Aliança e Metais.

DJs: Beto KK, Carlos Alberto da Lima, Rafaella Ene, Marcos Sound Sistem, Marcos Santanna, trio Alianças, Gui Magatanni, Julia Albetti.

 

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

0

Aldenir e Benedito: estava guardado por 47 anos

Por chicofelitti
27/12/14 18:00

Maria Aldenir conheceu Benedito Genésio em condições bem diferentes do atual noivado: o lugar era o Ceará, o ano era 1967, ela era solteira e ele, padre.

“Nos dávamos muito bem como amigos. Havia muito carinho”, conta ela, que hoje mora em Belém. O pároco e a estudante conversavam e trocavam cartas com frequência.

Casamento80anosBenedito e Aldenir dizendo sim no cartório, na semana passada (Foto Divulgação) 

“Ainda que tenha me sentido próxima a ele, nunca cogitei me envolver com ele na época. Até porque ele nunca me perguntou se eu gostaria que ele largasse a vida sacerdotal.”

Benedito ainda era padre quando Maria se casou, apaixonada, com outro homem. Um ano depois, ele passava para o outro lado do altar: casou-se também.

Passaram-se décadas sem contato, em que ela teve um casal de filhos e ele foi pai de três meninas. O silêncio perdurou até que, um ano atrás, os dois enviuvaram.
 
Maria diz que estava deprimida com a morte do marido quando foi viajar com a família para Fernando de Noronha. A ida à ilha compreendia uma passada pelo Ceará, onde sabia que ele morava.

Familiares acharam que rever o amigo de longa data faria bem a ela. E fez, num primeiro momento, mas se sentiu confusa ao voltar para o hotel. “Chorei a noite inteira. Não sabia por que estava sentindo aquilo.”

Depois de pensar muito no falecido marido, ela decidiu conversar com Benedito sobre os sentimentos. “Nosso amor estava guardado no coração de Deus”, disse ele.

Casar com 80 anosO jovem Benedito cercado por dois retratos de Aldenir da década de 1960 (Fotos Divulgação)

Benedito guardara todas as cartas que trocara com a então amiga Aldenir. Ela havia rasgado todas as missivas –menos uma foto com dedicatória atrás.

Depois de 47 anos guardado, ele queria oficializar logo o amor. Propôs a ela: “Vamos apressar isso? Não temos tempo a perder”. Maria brinca: “Afinal, a gente está mais para a eternidade do que para cá”.

A festa do casamento, que já foi oficializado em cartório, será no sábado, 27 de dezembro, em Belém do Pará, celebrada por um amigo do casal: Frei Betto. Felicidade aos noivos.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

6

Jessé e Thays: uma surpresa do tamanho de Times Square

Por chicofelitti
16/12/14 17:55

TimesSquare0Thays ouve o pedido de um Jessé gigante (Foto Reprodução)

Não foi Jessé Pires, 23, que pediu Thays Godinho, 20, em casamento há algumas semanas.

Foi uma versão gigantesca do técnico de automação que apareceu ajoelhada, de aliança na mão, num telão do Times Square, praça de Nova York famosa por ter outdoors titânicos.

 A história de como esse brasileiro conseguiu se projetar em um dos espaços publicitários mais caros do mundo, que só mostra garotos-propaganda como Gisele Bündchen e Neymar começar no mar.

Os dois se conheceram em 2011, logo após uma desilusão amorosa de cada lado. “Eu tinha 20 anos, era garotão e queria curtir. Fiz meu aniversário numa lancha em Angra dos Reis”, conta ele. Ela estava na lista de convidadas.

Antes de ir à festa, vasculhou o Facebook do aniversariante. “Não gostei muito do que vi. Tinha uma foto dele sem camiseta, um pouco gordinho, com a barriga caindo”, ri ela.

Na própria lancha começaram a achar semelhanças. “Nós dois somos evangélicos mas estávamos afastados da casa do Senhor, vivendo uma vida mais de loucura”, diz ele.

Tudo rolou bem ao ponto de ele bloquear o ex-namorado dela no WhatsApp, porque o amor do passado não parava de mandar mensagens.

TimesSquareEm Nova York, depois do noivado (Foto Reprodução)

Passaram na casa dele no fim de semana, momento em que ele a apresentou como “a futura namorada” para a mãe. Ela respondeu: “não sou, desculpa, moça”.

A frase foi verdadeira por pouco tempo. Um mês depois de eles se conhecerem, ela foi viajar por uma semana. “Senti saudades. Na volta, pedi ela em namoro.”

Desde então, os dois falam de casamento. E ele sempre quis fazer o pedido de modo inusitado.

Não que ele fosse o rei das surpresas. Num aniversário, levou-a para pular de paraquedas. “Tive medo que ela fosse amarelar na hora e acabei contando os meus planos um dia antes. Ela disse que eu poderia ter simplesmente levado ela até lá, que ela pularia de surpresa mesmo.”

O que levou-a a dizer algumas vezes para ele: “Você não sabe fazer surpresa”. Nos últimos meses, alguns amigos do casal começaram a noivar. “Eu olhava e falava: ‘pô, não é assim que eu quero’. Eu queria ser diferente e esculachar todos os outros.”

Não só manteve o segredo enquanto tentava concretizar a ideia quanto parece ter sido bem-sucedido na humilhação dos pares.

Depois de marcar a viagem, Jessé mandou uma mensagem para a produção do “Caldeirão do Huck”, pedindo ajuda na empreitada. Não obteve resposta.

Pedido de casamento no TImes Square

Em 29 de agosto, ao chegar aos EUA, ele correu para conseguir comprar uma câmera GoPro com que conseguisse filmar o evento. Escondeu a aliança dentro da calça “skinny doida”, respirou fundo e foi.

Ainda no Brasil tinha visto que a grife American Eagle permitia a clientes aparecer por 15 segundos nos paineis luminosos na frente da loja. Mentiu para a namorada que queria comprar um gorro na loja e a fez esperar por algum tempo na porta, enquanto tirava a foto ajoelhado, com a aliança nas mãos, para ser projetada no telão.

Enquanto isso, ela esperava ansiosamente. Parada ao lado do balcão de calças, começou a ser confundida com uma vendedora e ouvir perguntas de clientes. “Ele não voltava! A raiva tomou conta e não conseguia pensar em mais nada.”

Uma funcionária da loja pediu que ela esperasse do lado de fora. “Nunca ia pensar que fosse pedido de casamento, só queria matar ele!”

Foi quando ele apareceu, com o bastão da câmera em punho, e pediu que ela olhasse para a tela. Em segundos, apareceu um Jessé gigante, ajoelhado. O namorado de tamanho humano também se ajoelhou no meio do Times Square, que estava em obras, e fez o pedido.

“Eu fiquei parada. Pareceu que foi muito devagar para eu processar tudo.” Olhou para ele e proferiu a palavra “idiota”, antes de começar a chorar.

O casamento ainda não foi marcado. Felicidade aos noivos.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

12

Adam Levine aparece de penetra em casamento e canta

Por chicofelitti
13/12/14 17:19

LevineAdam Levine anima casamento (Foto Duke Photography/Divulgação)

“Penetras são a erva-daninha do casamento. Entram, comem, bebem e muitas vezes acabam com a alegria de quem conhece os noivos e está ali de fato para comemorar, e não só por um almoço grátis”, escreveu na década de 1950 a conselheira de etiqueta Emily Mudd. Ela não conhecia Adam Levine.

O vocalista da banda Maroon 5 e jurado da versão americana de “The Voice” apareceu na quinta (11) em um casamento em Los Angeles para o qual não tinha sido convidado. Sem pedir licença, Levine tomou o palco com os outros integrantes do Maroon 5 e interpretou sucessos do grupo.

 

Levine2O penetra e os noivos (Foto Duke Photography/Divulgação)

Os noivos, como se vê pelas fotos, não ficaram nada incomodados.

O penetra revelou entre as músicas que estava ali por objetivos profissionais: a performance, combinada em conluio com amigos do casal, foi filmada e servirá para o próximo videoclipe da banda.

“A experiência foi surreal, muito mais incrível do que eu pensei que seria”, disse Levine ao canal de TV ABC.

Levine3O casal dança ao som da banda da festa, conhecida como Maroon 5 (Foto Duke Photography/Divulgação)

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

0

Hit nupcial, Jeneci nunca foi convidado para cantar em casamento

Por chicofelitti
03/12/14 21:18

“Largo tudo
Se a gente se casar domingo
Na praia, no sol, no mar
Ou num navio a navegar
Num avião a decolar
Indo sem data pra voltar
Toda de branco no altar”

Se você foi a um casamento nos últimos três anos, são altas as chances de ter escutado a letra acima, de Marcelo Jeneci em “Para Sonhar”.

Mas seu intéprete, Marcelo Jeneci, diz nunca ter sido convidado a dar som a uma união.

“Nunca chegou convite de casamento”, diz ele ao blog. “Chegam uns e-mails meio blefando, mas adoraria quando acontecesse de verdade.  Se um dia ocorrer de ser convidado, e parecer interessante, não vejo por que não.”

 

JeneciMarcelo Jeneci, o padroeiro de casamentos que nunca cantou em um (Foto Divulgação)

A balada caiu no gosto de noivos e deve até entrar para a parada Digo Sim de Músicas Mais Tocadas em Casamento de 2014, de acordo com as primeiras entrevistas com bandas e DJs de casamento.

A popularidade foi parar até na tela, com o clipe oficial da canção, um compilado de trechos de casórios em que a canção serviu como trilha  sonora.

“Acho lindo que seja um hino do amor”, diz o músico.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

 

1

Thaeme vai se casar no México (e não é com Thiago)

Por chicofelitti
04/11/14 20:27

Thaeme, da dupla Thaeme e Thiago, anuncia casamento
Thaeme posa com o noivo, Fábio Elias, em ensaio pré-nupcial (Foto Paulo Quinália/Divulgação)

A cantora Thaeme Mariôto, 29, que em 2013 se separou do parceiro musical Thiago (pseudônimo de José Lazaro Servo) está pronta para firmar uma nova dupla. Mas não nos palcos: a cantora se casa em janeiro de 2015 com o empresário Fábio Elias.

O casamento será numa praia do México, em uma cerimônia para uma centena de pessoas.

O Digo Sim apurou que convites já chegaram à casa de Ratinho, Eliana, Bruno e Marrone.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

3

Justin e Whitney: até que a morte... invada seu casamento

Por chicofelitti
31/10/14 19:17

Noiva cadáver

O corpo é levado do casamento (foto Kyle Green/Associated Press)

Uma historinha nupcial de Halloween: Justin e Whitney Alderson acabavam de dizer “sim” na cidade americana de Boise no último sábado (25), quando um convidado não esperado despontou no gramado onde celebravam.

Era o corpo de um homem não identificado que se afogara no lago do parque onde acontecia a união. O casal afirmou à agência Associated Press que foi um dos seus convidados que achou o corpo na água, mas não falou nada para não atrapalhar a felicidade geral.

“Foi bem esquisito, mas a polícia foi discreta e prestativa”,  disse Justin. “Vamos ter mais uma lembrança do casamento”, acrescentou Whitney.

0

4 irmãos que se casaram com 4 irmãs ganham festa do SBT

Por chicofelitti
29/10/14 17:49

 

4noivos4irmãsIdelsom e Claudia, Ivonaldo e Fatima, Ivonildo e Vilmena e Ana Silvana Cruz e Ivanilton Cruz (Foto Divulgação)

Quinze anos após se casar, o clã Cruz finalmente teve uma celebração de verdade.

O Digo Sim mostrou há um mês a história das quatro irmãs vindas de Minas Gerais que se casaram com quatro irmãos vindos da Bahia.

A grande família completou em 2014 bodas de cristal. Ou seja, 15 anos casados e morando todos na mesma rua, em Itapecerica da Serra, na grande São Paulo. Mas faltava ainda a cerimônia para sacramentar as uniões.

“Quando a gente se casou, o Eli Correa falou no programa de rádio dele e o bairro inteiro invadiu a festa. Nem conseguimos aproveitar nada”, diz Claudia Cruz, uma das irmãs. A festa não deixou boas lembranças para eles, que planejavam fazer um novo casamento assim que possível.

Após o blog publicar a história, a produção do SBT entrou em contato com a família Cruz e ofereceu um casamento num castelo. A celebração rendeu meia hora de material para o “Domingo Legal”, que incluiu Celso Portiolli de padrinho, vestindo um smoking.

“Ficamos muito felizes. E muito casados”, diz a irmã Fátima. Felicidade aos oito noivos.

————————–

Curta a página do “Digo Sim” no Facebook aqui.

0
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade